spam como evitar
spam como evitar

Como evitar o spam: instruções para lojas online

Não para de receber spam em sua caixa de entrada? Nesse artigo trataremos como evitar o spam agora.

Primeiramente. o que é Spam? Temo em inglês, Spam trata-se envio de anúncios comerciais e outros anúncios ou outros tipos de mensagens (informações) para pessoas que não expressaram o desejo de recebê-los. No sentido geralmente aceito, o termo “spam” na língua russa começou a ser usado em relação à distribuição de e-mails. Mensagens não solicitadas em sistemas de mensagens instantâneas (por exemplo, ICQ) são chamadas de SPIM (Spam over IM). A parcela de spam no tráfego de e-mail global é de cerca de 80% (2011).

De acordo com a Kaspersky Lab, em fevereiro de 2020, o spam de e-mail na Internet foi distribuído por tópico da seguinte forma: 18,9% – educação, 15,7% – recreação e viagens, 15,5% – medicamentos, bens / serviços para saúde, 9, 2% – computador fraude, 6,5% – computadores e a Internet, 5,2% – réplicas de bens de luxo, 4,1% – serviços de spam de publicidade, 2,7% – para adultos, 2,2% – imóveis, 2, 2% – serviços jurídicos, 1,9% – finanças pessoais , 1,4% – impressão.

Os spammers descobrem os endereços de e-mail dos usuários de maneiras diferentes. Aqui estão alguns deles:

  • O endereço da caixa de correio do usuário é publicado em um site público – mais frequentemente em um livro de visitas, fórum, cartão pessoal, etc., onde pode ser encontrado por um programa especial (harvester) que rastreia sites como um robô de indexação de mecanismos de pesquisa.
  • O endereço da caixa de correio do usuário é publicado na Usenet.
  • Se o endereço da caixa de correio não for uma palavra exclusiva, por exemplo, um nome ou título comum, ele pode ser correspondido por um dicionário. Os spammers têm vocabulários especiais que incluem palavras simples, nomes de pessoas, nomes de localizações geográficas e algumas das combinações de gíria online mais populares. Ao combinar este dicionário e uma lista de nomes de domínio (publicada publicamente), os spammers obtêm uma lista de endereços de correspondência.
  • Se o computador da pessoa com quem o proprietário desta caixa de correio estava se comunicando foi infectado por um cavalo de Tróia, todos os endereços de seu catálogo de endereços podem chegar ao spammer.
  • O banco de dados de clientes de uma empresa pode ser roubado ou mesmo vendido pelos próprios funcionários da empresa a spammers.
  • Se o usuário concordou voluntariamente em receber e-mails promocionais.

A maneira mais confiável de combater o spam é impedir que os spammers descubram o seu endereço de e-mail. Esta é uma tarefa difícil, mas alguns cuidados podem ser tomados.

Por que os assinantes marcam e-mails como spam

Vamos começar com as principais razões pelas quais os assinantes enviam e-mails sobre marcas e lojas online como spam. De acordo com a pesquisa Litmus, os principais motivos pelos quais os usuários consideram os e-mails spam:

  1. A empresa envia muitas cartas ou seu conteúdo não interessa ao assinante (57%).
  2. O comprador perdeu interesse na marca (53%).
  3. O consumidor subscreveu a newsletter sem saber (51%).
  4. O assinante não consegue entender como cancelar a assinatura da lista de discussão (50%).
  5. O assinante teve uma impressão negativa sobre o atendimento da empresa (45%).
  6. As listas de mala direta não abrem ou são exibidas incorretamente na tela do smartphone (43%).

Como os assinantes interagem com o spam

A boa notícia é que mesmo que seu e-mail acabe como spam, há boas chances de que o assinante ainda o veja e abra (se você fez um bom trabalho no assunto e no conteúdo, é claro).

Mais da metade dos usuários marcam emails de marketing por email como spam de vez em quando. Por outro lado, aproximadamente o mesmo número de assinantes verifica a pasta Spam e transfere as mensagens necessárias para a Caixa de Entrada.

  • 43% dos usuários freqüentemente ou muito freqüentemente marcam os anúncios como Spam ou movem o remetente para a pasta apropriada. E apenas 20% dos entrevistados disseram que nunca fazem isso;
  • 48% dos entrevistados disseram que verificam constantemente ou com frequência sua pasta de Spam para obter informações úteis, enquanto 18% admitiram que nunca consultaram lá. Isso significa que mesmo que por algum motivo sua carta tenha entrado em spam, nem tudo está perdido – cerca de metade dos usuários abrirá a pasta “Spam” em busca de ofertas interessantes e verá seu e-mail.
  • 46% dos consumidores relataram que frequentemente ou consistentemente movem e-mails promocionais de marcas de interesse para a pasta de Spam. Ao mesmo tempo, 25% notaram que nunca lhes ocorre obter cartas da pasta Spam.

O que fazer para evitar que seus e-mails sejam enviados para spam: sete dicas úteis

E agora é hora de falar sobre como não perder a fidelidade do cliente e como evitar e-mails de spam.

Dica nº 1. Faça uma abordagem personalizada

Um grande número de e-mails irrelevantes causa pelo menos irritação e às vezes até agressão entre os assinantes. Esta é a principal razão pela qual os usuários cancelam a assinatura das listas de mala direta e movem as cartas das lojas online para a pasta “Spam”. Portanto, é importante segmentar a base de assinantes e personalizar as correspondências de acordo com os interesses dos usuários.

Por exemplo, os assinantes da loja online TVOE foram segmentados por seus interesses, e o envio ponto a ponto com conteúdo relevante para o segmento dedicado “Jumpers e Moletons” possibilitou um aumento em todos os principais indicadores de mailing: Taxa Aberta por 133,95%, taxa de cliques em 38,33%, conversões de conversões em pedidos em 42,54% e a verificação média em 337,29%. O crescimento do principal indicador de receita por carta enviada (Receita por e-mail) foi de 1.917,17%.

Dica 2. Obtenha consentimento de assinatura dos usuários

Poucas coisas incomodam as pessoas tanto quanto cartas que chegam a elas sem permissão, por isso é importante para uma loja online obter o consentimento claro de novos usuários para se inscrever. Diga a eles que os e-mails conterão informações úteis de acordo com seus interesses e preferências e marque a frequência com que planeja enviar e-mails para que seja mais fácil para o usuário concordar em receber o boletim informativo. Envie cadeias de e-mail de boas-vindas personalizadas com uma história sobre a loja, benefícios, serviços e outras informações imediatamente após a inscrição.

Dica nº 3. Certifique-se de que seus e-mails sejam marcados

O usuário precisa entender de qual loja ou marca está recebendo o e-mail, portanto, certifique-se de que seu e-mail contenha todas as informações necessárias. De acordo com pesquisas da Litmus and Fluent, o nome do remetente é a primeira coisa a que os destinatários prestam atenção e o que mais afeta a taxa de abertura. Desde o início, deixe claro para o cliente que a newsletter vem da loja online, à qual ele se inscreveu para receber notícias. E não se esqueça dos elementos da marca dentro da carta.

Dica nº 4. Torne o processo de cancelamento de inscrição simples e direto

Parece que no rodapé de cada carta há uma opção de cancelar a inscrição na lista de mala direta, mas de acordo com os resultados da pesquisa Litmus:

  • cerca de 39% dos usuários “experimentam certas dificuldades” ao cancelar a assinatura de correspondências de marketing;
  • 50% dos usuários admitem que precisam marcar e-mails promocionais como “Spam” porque não sabem como cancelar;

Mas os usuários praticamente não têm problemas com a assinatura de listas de mala direta de lojas online – 71% dos usuários disseram que assinar uma lista de mala direta promocional era “fácil” ou “muito simples” para eles.

Você não deve ocultar a oportunidade de cancelar e tornar o processo de cancelamento de assinatura o mais difícil possível, na esperança de que o usuário continue sendo um assinante da loja online. Isso não causa nada além de negatividade. E por que a loja precisa de um assinante que não está interessado em suas ofertas?

Dica # 5. Use design responsivo

A adaptação de emails para dispositivos móveis é um dos principais tópicos do email marketing nos últimos anos. Pense no design e na estrutura de suas cartas, torne-as lógicas e fáceis de ler, especialmente em um smartphone. De acordo com um estudo da Mapp, 72% usam um smartphone ou tablet para verificar e-mail, portanto, a exibição incorreta de correspondências é um motivo comum para cancelar a assinatura e transferi-los para a pasta Spam.

Dica # 6. Deixe sua linha de assunto o mais clara e relevante possível

A linha de assunto da carta é um dos primeiros elementos a que o assinante presta atenção ao receber uma newsletter, portanto, para não ir imediatamente para “spam”, procure despertar o interesse do usuário à primeira vista. Mas lembre-se que o conteúdo deve ser relevante ao assunto, e você não deve brincar com as emoções do assinante – se, depois de um assunto atraente, a newsletter decepciona o usuário, as chances de entrar em “spam” são muito maiores.

Teste diferentes opções para encontrar as expressões e estilos mais eficazes para sua loja. De acordo com a experiência de Retail Rocket Email Growth Hackers, uma linha de assunto pode não apenas aumentar a taxa de abertura, mas também fornecer um aumento na CTR e na conversão. Por exemplo, a loja online chocolife.me, devido ao uso do princípio de urgência no cenário de gatilho “visão abandonada”, conseguiu aumentar a Taxa de Abertura em 26,8% e o CTR em 10,7%, e a implementação deste princípio na loja online mladenec-shop.ru na carta sobre o “carrinho abandonado” permitiu aumentar a Taxa de Abertura em 15,6% e a CTR em 21,4%.

Dica # 7. Otimize sua frequência e frequência de envio de mala direta

A combinação ideal entre enviar muitos emails e o risco de perder um cliente se as correspondências chegarem muito raramente, cada loja online deve procurar de forma independente, dependendo da categoria do produto e do assunto.

Este processo pode levar tempo e experimentação, mas no final das contas você encontrará o ritmo que maximiza as conversões e minimiza a frustração do cliente. Lembre-se de que o público nunca está 100% satisfeito e sua tarefa é minimizar a negatividade e o número de clientes satisfeitos ao máximo.